Formentera: Sem pressa

Viver sem pressa é um privilégio de que só os mais sortudos podem usufruir e Formentera oferece essa possibilidade a todos os seus visitantes. Percorrer a ilha a pé ou de bicicleta permite-nos descobrir lugares cheios de encanto e ficar a conhecer a ilha de outro ponto de vista.

2n Premi color Sergi Torres e1523983591590 Formentera: Sem pressa

 Percorremos as suas rotas verdes

32 rotas verdes que atravessam Formentera, quase sem fazer falta pisar a estrada. A ilha é pequena, acesível e cómoda, pelo que é possível percorrer grande parte do seu território através dos caminhos verdes, dos pinhais e das florestas de zimbros.

Através destes percursos, podemos ter acesso às magníficas praias da ilha, como Illetes ou Cavall d’en Borràs. Outro passeio muito recomendável é o caminho de Es Brolls, que rodeia a grande lagoa de água salgada conhecida como Estany Pudent, um lugar único onde é habitual observar flamingos, garças-reais e patos.

shutterstock 595306211 e1523984252854 Formentera: Sem pressa

Nestas 32 rotas, não vamos desfrutar apenas da parte mais natural e genuína da ilha de Formentera, vamos também descobrir o seu património, já que poderemos ver igrejas, moinhos, faróis e vários lugares de interesse arqueológico. Também vamos encontrar locais perfeitos para a observação de aves e salinas impressionantes.

Como novidade em 2018, está previsto o lançamento da aplicação Formentera 365, que oferece indicações práticas para planificar férias em Formentera. A nova app apresenta diversas atividades para desfrutar da ilha, tanto por mar, como por terra e também inclui as 32 rotas verdes que atravessam a ilha, num total de mais de 100 quilómetros.

Parc Natural de Ses Salines

O Parc Natural de Ses Salines d’Eivissa i Formentera é um exemplo da riqueza natural da zona mediterrânica. Neste parque podemos contemplar a maior parte das espécies vegetais que há nas Ilhas Baleares. Abundam os pinheiros e os zimbros, para além da vegetação que cresce à volta dos lagos, das dunas e das falésias. São muito abundantes as comunidades de dunas móveis e semimóveis.

shutterstock 91721894 1 e1523984520521 Formentera: Sem pressa

Uma coisa muito interessante deste parque é que se trata de uma zona de descanso e nidificação para as aves migratórias, tendo-se chegado a registar até 210 tipos de aves diferentes. Destacam as aves aquáticas, como os flamingos ou o pernilongo, e as aves marinhas, como a gaivota-de-audouin e a pardela-do-mediterrâneo. No Estany Pudent encontra-se também uma das maiores concentrações de mergulhões-de-pescoço-preto da Europa.

Para terminar, se estivermos atentos, podemos ver exemplares da lagartixa das Pitiusas, pois não temem a presença humana e costumam habitar os terrenos mais duros e áridos. Também há leirões e várias espécies endémicas de caracóis e escaravelhos.

Formentera no fundo do mar

Com o lema One action, global effect!, em 2017 foi desenvolvido o projeto Save Posidonia, uma ideia pioneira que nasceu com o objetivo de promover o turismo sustentável e angariar fundos para a conservação da Posidonia oceanica. Esta planta marinha foi declarada Património da Humanidade em 1999 e é a responsável pela transparência única das águas de Formentera. Nelas encontra-se a maior floresta de Posidonia oceanica de todo o Mar Mediterrâneo.

shutterstock 138565769 e1523986510680 Formentera: Sem pressa

A Posidónia oceanica vive na água, é uma planta com raiz, caule e folhas indispensável para a vida marítima, atuando como fornecedora de oxigénio para algas, peixes e esponjas e criando umas autênticas selvas submarinas, onde inúmeras espécies habitam. Depois da floração, os seus restos formam recifes paralelos à costa que amortizam os efeitos da ondulação, permitindo que apenas as areias mais finas assentem na costa.

O Save Posidonia Project, patrocinado pela Agência de Turismo das Baleares, foi um êxito: entidades, empresas e particulares participaram, apadrinhando metros de Posidonia oceanica, tendo sido alcançados mais de 130 mil metros quadrados apadrinhados. Esta angariação vai servir para financiar o projeto científico e ambiental mais inovador, sempre relacionado com a conservação da Posidonia oceanica.

Tempo para a cultura e o desporto

Em maio há uma grande variedade de eventos culturais com profissionais de primeira categoria e eventos desportivos para vir correr, nadar e competir num cenário único. Além disso, graças à campanha “Descubra Formentera em Maio”, pode obter grandes descontos em companhias marítimas, empresas de aluguer de veículos e alojamentos (vai encontrar toda a informação necessária no site oficial www.formentera.es).

shutterstock 73235983 e1523986734610 Formentera: Sem pressa

Como novidades de 2018 entre os eventos culturais e desportivos patrocinados pela Agência de Turismo das Baleares, o destaque vai para a Marnatona (Marnatón), uma corrida de estafetas no mar (de 24 a 26 de maio), para a primeira Mostra de Novas Dramaturgias Teatrais em La Mola (de 3 a 5 de maio) e para eventos culturais tão consolidados como Formentera Fotográfica (um encontro de profissionais para os amantes da fotografia e da imagem, de 28 de abril a 1 de maio) e Formentera 2.0 (jornadas de comunicação online e cultura digital, de 3 a 6 de maio). Em maio também começam os mercados de Artesanato de La Mola e de Arte de Sant Ferran. Para além de oferecerem uma mostra de artesanato e arte de produção local, ambos os mercados são também um ponto de encontro para ouvir música ao vivo.

Património cultural

No pequeno território da ilha de Formentera, o valor natural e o valor cultural muitas vezes fundem-se, devido à linha difusa que os separa. Os recursos naturais da ilha foram aproveitados ao longo do tempo para o sustento de Formentera.

shutterstock 304566617 e1523987112778 Formentera: Sem pressaExistem três complexos históricos principais: Sant Francesc Xavier, Sant Ferran de ses Roques e Pilar de la Mola. O centro de todos eles é uma igreja paroquial, ao redor da qual se articulam praças e ruas que seguem o traçado dos antigos caminhos que comunicavam a população com as igrejas.

Mas além disso, há outros elementos que fazem parte do património cultural de Formentera, como os que serviam para a defesa das costas e a sinalização das mesmas (faróis e torres de defesa), para a sinalização territorial (muros de pedra seca) e também moinhos, casas, depósitos, noras e cisternas, entre outros.

 A cavalo

Na ilha de Formentera, encontramos várias atividades para fazer em família e que nos mostram o seu caráter mais familiar. Uma delas é fazer longos passeios a cavalo, atravessando pinhais e florestas de zimbros, paisagens rochosas do Can Marroig, veredas aromatizadas pelos arbustos e as maravilhosas cores do Estany des Peix.

Podemos até escolher a rota que mais nos interessa: uma curta, para cavaleiros pouco experientes, que se desenrola por terrenos planos e que foi pensada para desfrutar da paisagem, e outra mais longa, destinada a cavaleiros com mais experiência, na qual se pode andar a trote e a galope.

Lugares onde perder-se

O Farol de la Mola e a sua envolvente natural é uma visita que nos faz recuar no tempo, devido ao seu aspeto rústico, que se vê reforçado pela presença de gado e de uma casa catalogada como património arquitetónico graças às suas características tradicionais. A vista panorâmica que se tem da falésia vale a visita.

Se seguirmos as rotas verdes 8, 10 e 11, chegamos ao Farol de Cap de Barbaria, depois de passar pelos sítios arquológicos pré-históricos com o mesmo nome. Lá chegados, é recomendável desfrutar da vista ao pôr do sol e também visitar a Torre des Garroveret, uma torre de vigilância construída no século XVIII para proteger a ilha dos invasores.

shutterstock 187605548 1 e1523987434650 Formentera: Sem pressa

O Estany Pudent é um enorme lago situado no norte de Formentera, entre as vilas de Savina e Es Pujols. É probido tomar banho, mas é uma zona pefeita para passear a pé ou de bicicleta para desfrutar da paisagem e para avistar aves. Para esta atividade, o melhor é passear pelo caminho de Es Brolls, que rodeia quase a totalidade do lago.

Perto dali, encontram-se Ses Salinas que, especialmente no verão, apresentam umas magníficas cores rosadas e violetas. Fazem parte do património cultural de Formentera e antes da sua exploração turística, foram a única indústria existente na ilha.

www.formentera.es

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *